segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Renault tem seu perdão, Briatore, não.


Já era previsto. A Renault foi posta em liberdade condicional, se fizer outra cagada estará suspensa por dois anos. Briatore foi limado da categoria e não volta mais. Max Mosley sai da direção da FIA como vitorioso, pois conseguiu tirar seu último desafeto. E Nesse caso,a F1 agradece,pessoas como Briatore não mereciam estar na F1 e ele já vai tarde, muito tarde. Alonso ao que parece, se mantém como o vencedor em Cingapura e isso foi bom não queria que a vitória fosse dada à Williams e teríamos que ter uma vitória no tapetão. Algo que se não me falha a memória nunca tivemos. Agora, o que mais torço é que esse tenha sido o último escândalo desse ano, já tivemos tantos, como ameaça de boicote, de mudança de regra, de mentiras, que só fizeram manchar o nome da F1 com bosta. Vamos acelerar os carros, deixemos essa políticagem de lado que isso está dando no saco já.

4 comentários:

pro_magicalonso disse...

Al final Mosley se va con la cabeza de Briatore bajo el brazo.
Lo que se me hace injusto es que no castiguen a Piquet y se vaya de rositas.
En cuanto a Renault está bien por sus trabajadores que le pongan esta sanción.
A ver si ya se acaban estos culebrones y nos dejan ver en condiciones F1 en lo que nos queda de mundial. Saludos

regys_silva disse...

Mosley cumpriu seu sonho esse ano.conseguiu as cabeças de ron dennis e flavio briatore.Ele sai da FIA quase expulso,mas sai feliz.Mas ainda não me conformo com a não punição ao malinha piquet.se bem que a história vai ensinar uma lição pra esse fraco de caráter.

Bruno Santos disse...

Acho que pelo menos a desclassificação da Renault naquela prova deveria ser aplicada, e para não de contraria, Marcão, fazia como no Brasil em 84, excluia o primeiro, sem mudar as posições do restante, hahaha.
Abraço.

De Gennaro Motors disse...

HAHA esse ai é complicado fala uma profissão pra ele!

Postar um comentário

  ©GP Séries - GO Williams GO! - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo